Qual panela, frigideira ou caçarola são ideais para se cozinhar de forma saudável? Sabia que é extremamente importante conhecê-las não só para melhor cozinhar, mas também para sua saúde.

Existem materiais indicados e não indicados para se levar ao fogo, tornando mais complexo saber Qual Panela É Ideal Para Cozinhar determinado alimento. É muito importante a forma de preparar os alimentos e a qualidade da panela em que se vai utilizar na preparação que pode ser de Alumínio, barro, Ferro, inox, Titânio, vidro...

É imprescindível recordar que muitas delas liberam metais pesados ou podem causar outras contaminações de substâncias químicas que podem ser nocivas à saúde.

Panela antiaderente ou de Teflon:

É revestida por um plástico chamado politetrafluoretileno em que existe a dúvida se é ou não danoso para a nossa saúde. O cozimento com a panela deve ser em fogo baixo.

A vantagem de usar esta panela é que ela exige pouco óleo na preparação por ser antiaderente, o que é ideal para a saúde!

Não se devem utilizar utensílios que a arranhe (colher, faca, garfo), pois libera óxido de cromo hexavalente, que pode lesar o fígado e o pulmão.

Na limpeza é necessário cuidado para não danificar o material, portanto é fundamental não utilizar esponjas de aço nem deve tirar a sujeira da panela com objetos de metal. Deve lavar com esponja macia e detergente neutro.

Panela de Alumínio:

São as mais comuns e baratas. Mas também são as que causam mais polêmica. O Alumínio parece estar relacionado com a incidência dos males de Alzheimer e de Parkinson.

Não se deve cozinhar nesta panela alimentos ácidos (molho de tomate) nem muito básicos (doces) para evitar que o mineral entre na receita. Não deixe o alimento esfriar dentro da panela de Alumínio.

Ao higienizar não utilize esponja de aço, pois libera o Alumínio no alimento. Se o alimento estiver grudado no fundo da panela, coloque água e ferva. Deve ser lavada com esponja e detergente neutro.

Panela de Barro:

São ideais para peixes e frutos do mar e alimentos de cozimento lento, mas devem ser muito bem higienizadas e conservadas sempre muito bem secas, já que o material favorece a contaminação por bactérias.

Este tipo de panela não deve ser pintada!

Deve ser lavada com esponja macia e detergente neutro.

Panela de Cerâmica:

Demoram mais tempo para aquecerem e para esfriarem, pois possuem uma condutividade térmica menor do que o metal. Dizem que estas panelas emitem radiação infravermelha saudável durante o preparo e realçam o sabor do alimento.

São relativamente mais caras que as outras panelas, mas são mais panelas fáceis de limpar, são antiaderentes e conservam o calor.

Atenção deve possuir certificação que comprove que são atóxicas.  Pesquisas realizadas em Israel afirmam que a tinta presente em panelas não certificadas pode conter Chumbo e Cádmio, que se desprendem durante o preparo dos alimentos.

Deve ser lavada com esponja macia e detergente neutro.

Panela de Cobre:

Já não é comercializada, pois o Cobre é transferido com muita facilidade para o alimento, provocando intoxicações e pode prejudicar os rins e o cérebro.

Panela Esmaltada:

É uma linda peça de decoração na cozinha, é revestida de uma camada de esmalte colorido. Não é prejudicial à saúde.

Tal como a de inox também distribui bem o calor durante o cozimento. É indicada para cozimento e não deve ser utilizada em frituras.

Quando tiver algum dano no esmalte deve ser descartada, pois libera metais nocivos à saúde. Deve ser lavada com esponja macia e detergente neutro.

Panela de Ferro:

É uma ótima escolha para cozimento de feijão, lentilha, arroz, sopas e carnes grelhadas porque mantém o calor constante e a temperatura alta e ainda libera Ferro que é benéfico no tratamento de anemia.

Uma das vantagens da panela de ferro é que ela não se deforma com o calor e conserva melhor a temperatura dos alimentos, representando uma boa economia de gás.

Para manter a panela sem ferrugem e evitar perigo ao nosso organismo, sempre depois de lavá-la com esponja macia e detergente neutro, seque-a no fogão.

Panela de inox:

É o material preferido pela maioria dos chefs de cozinha e também uma das principais escolhas das donas de casa. Possui ótima distribuição do calor e não libera substâncias que possam prejudicar a saúde.

Apenas o sal pode causar alguma deterioração, prejudicando a conservação do utensílio.

Quem tem alergia a Níquel não deve usá-la.

Deve ser lavada com esponja macia e detergente neutro.

Panela de pedra-sabão:

Fazem parte da história da culinária e têm a vantagem de durarem por muitos e muitos anos. Não possuem cheiro, não alteram o sabor dos alimentos e os mantêm quentes por longo tempo. Ela é ideal para caldos, moquecas e ensopados.

Só lave a panela de pedra-sabão com água e detergente neutro. Nada de produtos abrasivos nem esponja de aço.

Panela de Titânio:

São a variedade de panelas mais recente e moderna. O titânio é um metal leve e muito resistente, é uma panela quase eterna, que na teoria é uma panela de excelente qualidade, pois não libera resíduos na comida.

São ótimas para grelhar, fritar e cozer, dificilmente os alimentos grudam. Quase não exige óleo nos preparos.

A única desvantagem é o alto custo que possuem.

Deve ser lavada com esponja macia e detergente neutro.

Panela de Vidro:

É muito resistente e durável, é a única panela que não libera nenhuma substância química para o alimento. Mas esta panela não conduz bem o calor para os alimentos e a comida pode queimar mais rápido. O ideal é utilizar para sopas e molhos.

Deve ser lavada com esponja macia e detergente neutro.

Confira exclusivas panelas, caçarolas, frigideiras e espagueteiras que você só encontra aqui na Wishhouse!!!

 

Fonte: http://www.gulosoesaudavel.com.br/